REPELENTE

REPELENTES

Com o aumento dos casos de FEBRE AMARELA, a procura por repelentes virou quase uma regra.
Existem vários produtos disponíveis no mercado. Qual a melhor a melhor marca? Como escolher? Crianças e gestantes podem usar? No Brasil, temos três principais tipos de substancias química que atuam como repelente de insetos: - ICARIDINA: Exposis; - DEET: Off; Autan, super repelex e outros;
- IR 3535: Johnson Baby e Isdin.
A primeira orientação para escolher um repelente é verificar se ele é aprovado pela ANVISA (agencia nacional de vigilância sanitária).
Bebes até 6 meses estão proibidos de usar repelentes, pois a pele tem pouca defesa e pode absorver mais o produto causando os efeitos colaterais, como intoxicação e irritação cutânea.
Nesses casos deve-se usar mosquiteiro, telas nas janelas e aplicar óleo na pele do bebe para alterar o odor e afastar os mosquitos.
A partir de 6 meses até 2 anos de idade a criança pode usar somente repelentes a base de IR 3535 por ser uma substancia com menor risco de alergias e intoxicação.
É importante lavar as mãos das crianças logo após a aplicação, pois elas podem levar às mãos sujas com repelente a boca e aos olhos.
Grávida pode usar qualquer um desses repelentes, não tem contraindicação. Seguindo sempre as instruções presentes no rotulo do produto.
Outra substancia química que também tem função de repelir insetos é a PERMETRINA, que pode ser aplicada sob a forma de spray sobre as roupas (somente sobre as roupas, NUNCA sobre a pele).
Para finalizar, quem vem primeiro? o repelente? ou o protetor solar?
- os repelentes atuam exalando um odor para afastar os mosquitos, por evaporação. Então eles devem ser aplicados após o protetor solar, nunca antes




< Retornar ao Blog